Posts filed under ‘dicas’

Opções para usar os créditos do Quick-Service Dining Plan

Daqui 5 dias tô embarcando pra Terra Encantada, o coração tá que não se aguenta. Todos os detalhes acertados, já consigo até imaginar cada lugar que irei, cada foto que tirarei, inclusive, cada comida que comerei, rs!

Ganhei o Quick-Service Dining Plan, que é o plano de alimentação da Disney que dá direito a 2 refeições completas (prato principal, sobremesa e bebida) e mais 2 snacks (pipoca, sorvete, entre outras guloseimas) por dia. Por causa disso, acabei fazendo uma pesquisa dos restaurantes dentro do complexo Disney que aceitam o plano de alimentação, e assim selecionar as melhores opções de almoço/jantar, além do café da manhã e das guloseimas.

Segue abaixo meus escolhidos (lembrando que a escolha foi feita com base em relatos coletados da internet, pois tirando o restaurante do Hotel Pop Century, os outros eu não cheguei a conhecer na minha última viagem). Veja os links do site especializado em comida http://www.disneyfoodblog.com

MAGIC KINGDOM

Meal

Casey’s Corner: o melhor hot-dog da Disney, fica na esquina da Main Street. Não esquecer o molho de queijo (Hot Dog Meal – served with apple slaw or french fries $6.59)

Pecos Bill Tall Tale Inn and Café: No Frontierland (perto da Splash Montain) é especializado em “burgers” (Deluxe 1/3-Pound Angus Cheeseburger – topped with bacon, onion rings, and  barbeque sauce served with french fries or apple slices $9.09)

Columbia Harbour House: Especializado em sanduíches e frango, mas a pedida mesmo é a porção de camarão (Fried Shrimp Basket – Served with Coleslaw and French Fries $9.69)

Snack

O melhor lugar pra snacks no MK, tirando as barraquinhas de pipoca e picolé em formato das orelhinhas do Mickey (dois clássicos, não deixe de provar), é a The Main Street Bakery, uma padaria charmosa que fica na Main Street.

EPCOT

Meal

Sunshine Seasons: já falei dele aqui, to doida pra provar o tal salmão grelhado (Grilled Salmon – with Kalamata Olive Pesto sauce and two sides $9.99)

Sommerfest: fica localizado na Alemanha, e como boa descendente de alemães não poderia deixar de provar um prato típico da terrinha (Bratwurst – served with sauerkraut and roll $6.69 e Apple Strudel – with vanilla sauce $3.59)

Snack

Muitas opções de snacks na Boulangerie Patisserie no pavilhão da França, porém, o snack mais famoso do parque é o School Bread vendido no Kringla Bakeri Og Kafé por $1.99 dentro do pavilhão da Noruega.

HOLLYWOOD STUDIOS

Meal

Studio Catering Company: na área Streets of America perto do Lights, Motors, Action! O destaque são os sandubas mais light (Turkey Club – apple wood smoked bacon, swiss, roasted red pepper, arugula, sunflower panini bread served with apple slices or fries $8.99)

Toy Story Pizza Planet: pizzas! Mas também tem uma saladinha pra disfarçar (Pizza Planet Chicken Salad – chopped Romaine, grilled chicken breast, cantaloupe, cucumber, red onion, tomato, green peas, fresh basil, and balsamic vinaigrette $7.49)

Snacks

Starring Rolls Cafe, na Sunset Boulevard prove o Butterfinger Cupcake é um bolinho com uma cobertura enorme e deliciosa. Outras opções como o Marble Cupcake e o Chocolate Peanut Butter Cupcake. O paraíso dos bolinhos!

ANIMAL KINGDOM

Meal

Flame Tree Barbecue(aqui e aqui): a única boa opção no AK, fica no Discovery Island com vista para Expedition Everest (Smoked Turkey Breast Sandwich – sliced turkey breast served on a multi-grain bun with cole slaw $7.89)

Snacks

Kusafiri Coffee Shop and Bakery: saborear um delicioso e engraçado cupcake de chocolate acompanhado de um pirulito de chocolate em formato de elefante White Chocolate Elephant Cupcake $3.99. No mesmo lugar também pode se experimentar o Zebra Cupcake $3.99. Fica na Africa, próximo a entrada do Kilimanjaro Safari.

POP CENTURY RESORT

Meal

O Hotel tem várias “ilhas” de alimentação, comida italiana, asiática e os famosos “burgers” americanos. Serve também café da manhã

Café da Manhã: aquele breakfast super completo americano (Adult Breakfast Platter – scrambled eggs, potatoes, biscuit, sausage, and bacon $6.29)

Almoço e Jantar: o melhor prato de lá com certeza é o Chicken Penne Alfredo – $8.39

Snacks:  todos os itens da padaria do hotel, além de frutas, iogurte, bolos e bebidas como suco de laranja.

janeiro 27, 2011 at 5:42 pm 1 comentário

Pixar Pals Countdown to Fun!

A nova parada da tarde do Disney’s Hollywood Studios

fonte: wdwmagic.com

janeiro 18, 2011 at 1:15 am Deixe um comentário

Compras: esmalte

Se você é mulher e vai pra Orlando, é bem capaz que tenha uma wishlist de cosméticos bem grande. Um dos itens mais presentes na minha listinha são sem dúvida os esmaltes. Mas não pense que é fácil achar Opi, China Glaze e Orly em qualquer Walgreens ou CVS da vida.

Por isso, o blog Esmaltes da Ana produziu um guia de compras de esmaltes nos Estados Unidos. Não é específico sobre Orlando, mas dá pra aproveitar muitas dicas (por causa desse guia, acabei incluindo, por exemplo, a Ulta no meu roteiro, hehehe!). Por isso se você é esmaltóloga de carteirinha e tá indo viajar, clique aqui e seja feliz!

janeiro 12, 2011 at 11:03 am Deixe um comentário

Expectativa – TOP5

Quando estive em Orlando em 2007, a Terra do Harry Potter era apenas tapumes cercando uma área e nem sinal de início das obras, há! Algumas atrações novas surgiram nesses anos e estão no meu Top5 de expectativas, com certeza quando chegar no parque vou correndo pra essas atrações!

5. Forbidden Journey – Island of Adventure
Não sou fã do Harry Potter, mas assim como a cerveja amanteigada, o Forbidden Journey é uma daquelas atrações que “tem que ir”. É um simulador no estilo do Homem-Aranha, mas muito mais radical… diz a lenda que a sensação de voar é incrível (quando eu voltar, conto como foi). Só espero que a minha falta de conhecimento da história não estrague o entendimento da atração.

4. Toy Story Mania – Disney Hollywood Studios
É um vídeo game gigante, interativo e 3D, tá bom assim? Em duplas e munidos de pistolas, o objetivo do jogo é fazer mais pontos. Não é nada radical nem extraordinário, mas a Disney tem dessas coisas (vide Peter Pan no Magic Kingdom), as filas são imensas, tem que chegar cedo ao parque e correr pra pegar o Fast Pass se não quiser ficar cerca de 1 hora na fila pra essa atração. Já que tanta gente adora, entrou pro top5.

3. The Simpsons Ride –  Universal Studios
Krusty dá as boas vindas nesse simulador de Montanha-Russa dos Simpsons. Na minha última viagem a atração ainda não estava pronta, mas já existia a lojinha que vendia cerveja Duff de mentirinha (eram latinhas de energético). Dizem que pessoas com estômago sensível saem da atração bem mareadas!

2. Hollywood Rip Ride Rockit – Universal Studios
Montanha russa com subida a 90° e um loop que não fica de cabeça pra baixo (o carrinho fica por fora do loop, entende?), podemos escolher a trilha sonora do trajeto e no final comprar um DVD com nosso vídeo-clipe, bem radical!

1. Manta – Sea World
Sem dúvida, a atração mais aguardada da viagem (juro que se tiver fechada no dia da minha visita, eu me suicido igual ao Didi Mocó). A Manta é uma montanha russa que simula o nado de uma arraia, o carrinho deixa as pessoas na posição horizontal, de barriga pra baixo. Segundo relatos, não é muito radical e tem o percurso bem suave, mas o motivo desse ride ser o primeiro no meu top5 é a sensação de estar voando que o carrinho na horizontal proporciona.

janeiro 4, 2011 at 4:28 pm Deixe um comentário

Cota e Itens Isentos

Percebi que muitos acessos ao blog são pelo post Receita Federal deve ampliar lista de produtos isentos na alfândega, as pessoas ainda têm muitas dúvidas e a Receita não é muito clara sobre o que é isento e o que não é. Vou compilar algumas informações que andei lendo nos fóruns de viagens (lembrando que eu ainda não viajei, portanto não posso afirmar com certeza qual a situação atual).

Primeiramente, todo viajante que chega por meio aéreo tem uma cota de isenção de $500. O que ultrapassar a cota deve ser declarado e o imposto é de 50%. Quem não declarar o excesso e for pego pelo fiscal, além do imposto de 50% ainda tem que pagar multa de 50%, ou seja, paga 100% do valor que ultrapassar a cota de $500.

Por exemplo, um notebook de $600, ultrapassa a cota em $100, ok?  se for declarado paga $50 de imposto (50% de $100), se não for declarado e for pego pelo fiscal paga $100 de imposto +  multa. Dependendo do valor do seu item, essa multa pode fazer muita diferença no preço final em reais.

Segundo as novas regras da Receita, temos direito a trazer sem pagar imposto:

1 celular (desde que esteja com um chip válido e em funcionamento)

1 câmera fotográfica (também, que esteja em uso, fora da caixa, e com fotos da viagem no cartão de memória)

1 relógio (no pulso)

Esses são chamados itens pessoais e só são isentos se estiverem em uso, nada de trazer lacrado na caixa. Também não pode ter repetido, por exemplo, você viajou e levou sua câmera fotográfica velhinha e comprou uma nova lá. A nova entrará na sua cota de $500.

Alguns itens obrigatoriamente entram na cota, e são sempre visados pelos fiscais como notebook, filmadora e vídeo-game. É muito arriscado tentar entrar no país com esses itens sem declarar, pois se forem pegos, terão que pagar imposto + multa.

Outros itens são uma incógnita, como iPod e vídeo-game portátil tipo Nintendo DS. Isso não está especificado na lei, e fica muito a cargo da interpretação do fiscal. De qualquer forma, nunca tragam esses produtos na caixa lacrada. Se estiverem fora da caixa e a pessoa for parada pelo fiscal, pode argumentar que é um item pessoal.

Outra mudança significativa é a extinção da DST (Declaração de Saída Temporária de Bens), desde Outubro/2010 não é mais permitido fazer a DST e assim fica difícil provar que você saiu do país com determinado item. Se você pretende viajar e levar, por exemplo, o seu notebook, deve levar também a nota fiscal do produto pra provar que ele não foi adquirido durante a viagem. Produtos nacionais que tenham a identificação “Produzido no Brasil” não precisam da nota. Agora se foi comprado no “mercado paralelo” (leia-se Shopping 25 de março, rs) ou se foi trazido em outra viagem e não foi declarado, aí a situação fica feia, e é melhor deixá-lo em casa.

Para poder entrar e sair do país com um notebook comprado no exterior sem se preocupar, é necessário declarar, mesmo que ele esteja dentro da sua cota de $500, e assim fazer a nacionalização do produto.

Nessa viagem, vou sem relógio e sem câmera fotográfica, pois pretendo adquirir novos lá em Orlando. Com esses itens não devo me preocupar, pois relógio e câmera são itens pessoais isentos. Porém, a vontade de ter um iPad é grande e se eu decidir comprá-lo, terei que fazer a declaração pois o modelo que quero custa $629 ($129 acima da cota de isenção, ou seja, terei que pagar $64,50 de imposto). A declaração nesse caso também é importante, pois assim posso fazer a nacionalização do iPad e poder levá-lo em outras viagens sem preocupação.

janeiro 4, 2011 at 2:00 pm 2 comentários

Roteiro

Tá chegando a hora, passagens compradas, hotel reservado e ansiedade a mil. Embarcamos dia 01 de fevereiro, serão 14 dias em que nossa única preocupação será nos divertirmos 24 horas por dia, difícil né?

Depois de muito planejar, conseguimos montar nosso roteiro. Vamos ficar hospedados em Hotel Disney pra ter direito as Extra Magic Hours e transporte gratuito. Temos ingresso 14 dias ilimitados pros parques da Universal e de 5 dias pros parques da Disney. Então nosso roteiro não é tão fixo, se der na telha, podemos repetir qualquer parque!

Segue o roteiro:

ter 1/fev Chegada as 13h + check-in Hotel + compras Walmart
qua 2/fev Compras nos outlets Lake Buena Vista Factory e Premium Vineland
qui 3/fev Disney Hollywood Studios (Fantasmic!) + passeio Boardwalk
sex 4/fev Epcot com EMH até as 0h
sab 5/fev Compras Florida Mall e Toys R Us
dom 6/fev Busch Gardens + Downtown Disney
seg 7/fev Magic Kingdom (Electric Light Parade)
ter 8/fev Island of Adventure + Mall at Millenia
qua 9/fev Kennedy Space Center + The Loop
qui 10/fev DIA LIVRE – repetir algum parque
sex 11/fev Animal Kingdom + Jogo NBA
sab 12/fev Universal Studios + City Walk + Premium ID
dom 13/fev Sea World + Target
seg 14/fev check-out hotel, ir embora buáaaaaaa!

janeiro 4, 2011 at 12:06 pm Deixe um comentário

Aeroporto de Orlando

Orlando Internacional Airport – Arrivals Guide

Esse link é muito útil pra quem chega no aeroporto de Orlando e fica perdidinho. Ele mostra os procedimentos de quem chega num vôo direto (internacional) e de quem chega num vôo doméstico.

Na outra viagem eu cheguei num vôo doméstico (fizemos conexão e imigração em Miami) e basicamente é: sai do avião, anda, anda, anda, pega o trenzinho, anda, anda, pega as malas e vai embora!

Dessa vez estou querendo ir num vôo direto, ao sair do avião teremos que passar na imigração e depois retirar as malas na esteira. Depois temos opção de ficar com as malas pra pegar o trenzinho ou coloca-las numa esteira que vai levá-las até o prédio principal do aeroporto (acho uma boa deixar as malas na esteira, senão todo aquele passo do “anda, anda, anda” terá que ser feito puxando a mala)

novembro 9, 2010 at 1:29 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Feeds

Categorias

junho 2017
S T Q Q S S D
« jan    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930